Total de visualizações de página

domingo, 27 de abril de 2014

SAUDOSO GILBERTO AFFONSO PENNA - NO GRUPO DOS VETERANOS

     



Felizmente podemos registrar neste número de aniversário de EP que a nossa seção ,a dos ¨velhinhos ¨( em tempo de serviço , é claro !), vem merecido a melhor das acolhidas por parte dos que pretendem ingressar no GV , receber o artístico diploma e participar de outras agradáveis novidades.
          Em nosso último número divulgamos o expediente  relativo a um de fato veterano - colega PY1AEB, Elias Amaral de Souza , companheiro dos bons tempos de convivência do ex - PY4CM (atual PY1AFA) , nosso Emir Giafpe ( que Allah ! o bom , o tenha sempre sob proteção ) e como desejamos que ambos prossigam unidos e mutuamente relembrados , damos a PY1AEB o recibo de sua correspondência e num ¨esforço reportagem¨, um verdadeiro furo : o pedido de inscrição (religiosamente ao pé das condições exigidas ) do ex-PY4CM (atual PY1AFA) ainda hoje o Emir , o preferido de Allah ! ...
          ¨Meu caro companheiro Luiz Onofre .
foto do Diretor de E-P (Edição ¨de pai para
filho desde 1916 ¨) 
          Dizem que ¨santo de casa não faz milagre ¨. Mas você desmentiu o rifão . Provocou o ¨milagre ¨ de fazer-me desencavar a empoeirada licença de minha primeira estação de Radioamador  - em uma Fazenda situada em Ribeirão da Mata , Estado de Minas Gerais . Seu prefixo era PY4CM ( quatro cavalos magros , como na época foi batizada) . Data de 1937 .
          Não posso pretender a veteracidade do Elias , PY1AEB, ex-PY1MS e ex- BZ1IC , que foi quase o inventor do rádio no Brasil. Só possuo 31 anos de Radioamadorismo , que iniciei como esparadrapo de PY1FX até conseguir modular minha própria estação.
          O começo não foi fácil , caro Luiz Onofre : na fazenda só havia um pequeno dínamo movido pelo moinho de fubá . Quando tudo ia bem, na época ¨das águas¨, dava seus 90 volts de corrente contínua . Depois de muitos tratos à bola , consegui um XMTR que tinha 2 (isso mesmo : dois ) watts de saída . E o RCVR era um velho ¨conqueror¨RFS com um montão de triodos 227 que eu mudei por 76. Mas mesmo assim consegui bons QSO ( alguns DX ) e, sobre tudo, excelentes amizades !
          Sei que não há tempo ( e sobre tudo espaço!) para divagações ¨históricas¨Encerro, pois, com meu pedido de inscrição no GV, anexando uma foto. Confesso que não é lá muito recente . Segundo as más línguas , oficializei esta foto como ¨edição definitiva ¨-- e até já disseram que a fotografia anexa tanto serve para mim como para um dos meus filhos .
          Sem propaganda da Dreher ( com permissão de PY3CBJ) , quase diria : uma foto de pai para filho desde 1916!... Cordiais 73 do Gilberto , PY1AFA .
          Bem , meu caro Gilberto, gostamos e julgamos interpretar a satisfação dos nossos companheiros , não só da equipe de E-P , como também da própria R.N.R. , pois por incrível que pareça ( incrível , mesmo ) muitos daqueles que espontaneamente se declaram seus admiradores pelo que tem representado para o radioamadorismo os anos de lutas e trabalhos em prol do maior desenvolvimento da técnica, e congregação em torno de um ideal - o ideal do verdadeiro Radioamador - que Gilberto Affonso Penna tem dado de si , pessoal e materialmente, ainda não o conheciam de foto natural e muito menos a origem , o nascedouro de um autêntico Radioamador.  





OBS . Fonte REVISTA ELETRÔNICA POPULAR , MAIO DE 1968 .pag 37 e 38 .

RECORDANDO O GRUPO DOS VETERANOS .

      A PARTIR DE HOJE VOU COMEÇAR  PUBLICAR A SECÇÃO GRUPO DOS  VETERANO , ARTIGO DA REVISTA ELETRÔNICA POPULAR , ERA UMA SEÇÃO A CARGO  PELO SAUDOSO RADIOAMADOR PY1AE EX  PY1BV LUIZ ONOFRE RIBEIRO , NO QUAL VENHO PASSAR UM POUCO DA HISTÓRIA DE VIDA DOS ANTIGOS RADIOAMADORES  QUE PARA FALAREM FAZIAM SEUS EQUIPAMENTOS AS VEZES COM DIFICULDADES PARA CONSEGUIR SEUS EQUIPAMENTOS . 
      ISSO TUDO MOSTRAR QUE COM HUMILDADE E PRECARIEDADE ELES SE REALIZAVAM FAZENDO SEUS CONTATOS E AINDA MAIS SERVIDO AO POVO POR CAUSA DAS DIFICULDADES DE COMUNICAÇÃO .
ASSIM VAMOS ...



PROSSEGUIMOS , no nosso intuito de formação do ¨Grupo dos Veteranos ¨, destinado a congregar aqueles  ¨veteranos ¨para rememorarem o passado ( sem saudosismo apaixonado !) e manterem viva a chama do verdadeiro ideal radioamadorista.
     Conforme prevíramos, muita coisa de novidade viria à tona na época presente , para admiração dos novos, e doces recordações dos veteranos ...
    hoje, com indizível satisfação , vamos apresentar algo novo , através de correspondência, de valor imenso para todos nós ( e mui especialmente para este redator, apaixonado na pesquisa histórica do radioamadorismo e da LABRE...) , e que nos foi dirigida pelo ¨velho companheiro ¨ ELIAS AMARAL DE SOUZA PY1AEB¨ , o qual ..... bem , deixamos que sua missiva e as fotos que junto nos chegaram digam melhor o que talvez nos fosse dificil explicar ...
    Diz PY1BV
    Prezado colega PY1BV
    Tenho muitas dúvidas sobre o sucesso do seu projetado GV. Isto se deve sobre tudo ao fato de que os velhos PY ( ex-SB e ex -BZ) não queiram tornar pública a sua condição matusalênica .
    Hesitei bastante e resolvi enviar-te os dados solicitados , mas o retrato ( cá entre nós ) foi tirada a vinte anos !
    O card anexo foi o primeiro que usei , lá pelos idos de 30 . Naquele tempo não existia a LABRE , mas sim a Associação Brasileira de Rádio Amadores . As fotografias mostram a estação BZ1LC, constando de um oscilador Hartley com uma 203 A e 5 cartões em primeiro plano referentes aos cinco Continentes !
    Apesar da licença ter sido emitida em 1928 , durante o ano de 1927 fiz muitos QSO pois verbalmente já me havia sido concedido o preflixo .
    Peço o obséquio, de transmitir um abraço ao Gilberto (4CM) e , para você, bons \DX e 73 do Elias Amaral de Souza , PY1AEB¨.
    Ora, ora, meu caro Elias ... Radioamador não fica velho, transmuda-se para o gostoso nome de veterano . No mais , muito grato pela colaboração , e já fizemos o registro da antiguidade para a apuração final . Quando ao diploma de GV , este já está garantido ! Um forte , mas forte mesmo 73 da equipe de Eletrônica Popular .
 












 fonte revista ELETRÔNICA POPULAR .PAG 36 E 37 .GRUPO DOS VETERANOS , edição abril de 1968 , fonte revista ELETRÔNICA POPULAR .PAG 36 E 37 .

EXEMPLO DE VIDA PELO RÁDIO , DÉCIO LAU .

VALE APENA VER ESTE VÍDEO CONTANDO A VIDA DEDICADA AO CONSERTOS DOS RÁDIOS RECEPTORES . EXEMPLO DE VIDA E AMOR , DÉCIO LAU .

sábado, 26 de abril de 2014

TABELA DE FREQUÊNCIA PARA RADIOAMADOR DO BRASIL

Para os amantes de DX vamos informar qual as frequências destinadas para radioamadores do Brasil .
As faixas e subfaixas do serviço radioamador no Brasil são normatizadas. As operações das estações devem limitar-se a faixas especificadas, bem como devem ser observadas sub faixas destinadas aos modos e tipos de emissão para as diversas classes:

NORMA RADIOAMADOR - ANEXO B

Aplicações do Serviço de Radioamador por Faixa de Radiofrequências de acordo com a Resolução n° 452, de 11 de Dezembro de 2006 da ANATEL. - Anexo B1 .

Faixa de 160 metros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (kHz)Aplicações
1.800 a 1.850CW
1.800 a 1.810CW
1.809 a 1.810CW / Emissões Digitais / Piloto
1.810 a 1.820Modos Experimentais e modos não citados nesta faixa. Desde que não interfiram em
segmentos adjacentes
1.830 a 1.840CW - DX
1.840 a 1.850Fonia AM e Fonia SSB

Faixa de 80 metros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (kHz)Aplicações
3.500 a 3.800CW
3.500 a 3.510CX - DX
3.500 a 3.525CW
3.520 a 3.525CW Emissões Piloto
3.525 a 3.580Modos Experimentais e modos não citados nesta faixa. Desde que não interfiram em segmentos adjacentes
3.580 a 3.620Teletipo SSB (prioritário), Fonia AM e Fonia SSB
3.620 a 3.625Dados SSB
3.625 a 3.780Fonia AM e Fonia SSB
3.780 a 3.800Fonia SSB Uso exclusivo para DX

Faixa de 40 metros (Operação Classes A , B e C de 7.000 a 7.040 kHz )

Faixa (kHz)Aplicações
7.000 a 7.300CW
7.000 a 7.035CW
7.035CW / Emissões Piloto
7.035 a 7.040Dados SSB e Teletipo SSB
7.040 a 7.050Fonia SSB (DX prioritário)
7.050 a 7.120Fonia SSB e Fonia AM (Fonia SSB prioritário).
7.120 a 7.140Modos Experimentais (prioritários), modos não citados nesta faixa, Fonia SSB e Fonia AM (não devem interferir em segmentos adjacentes)
7.150 a 7.200Fonia SSB e Fonia AM (Fonia AM prioritário).
7.165 a 7.175Prioridade SSTV
7.200 a 7.300Fonia AM (exclusivo)

Faixa de 30 metros (Operação apenas para a Classe A)

Faixa (kHz)Aplicações
10.138 a 10.150CW, Teletipo SSB, Dados SSB e Modos Experimentais. Todos os modos devem respeitar largura de faixa de 3,0 kHz. Não é permitido Fonia.

Faixa de 20 metros (Operação apenas para a Classe A)

Faixa (kHz)Aplicações
14.000 a 14.060CW
14.060 a 14.095Teletipo SSB
14.070 a 14.112Emissões Digitais
14.095 a 14.100Dados SSB
14.100CW / Emissões Piloto
14.100 a 14.115Dados SSB
14.225 a 14.235Prioridade SSTV
14.115 a 14.350Fonia SSB (prioritário), Fonia AM, Modos experimentais e não citados nesta faixa. Demais modos, desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes
14.286Frequência de chamada AM

Faixa de 17 metros (Operação apenas para a Classe A)

Faixa (kHz)Aplicações
18.068 a 18.168CW
18.105 a 18.110Dados SSB e Teletipo SSB
18.110CW Emissões Piloto
18.068 a 18.100CW
18.110 a 18.168Fonia SSB (prioritário), Modos Experimentais e modos não citados nesta faixa. Demais modos, desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.

Faixa de 15 metros (Classe A.Classe B de 21.000 a 21.300.Classe C de 21.000 a 21.150 Khz)

Faixa (kHz)Aplicações
21.000 a 21.450CW
21.000 a 21.070CW
21.070 a 21.125Emissões Digitais SSB
21.090 a 21.125Dados SSB
21.125 a 21.149CW
21.149 a 21.150CW Emissões Piloto
21.150 a 21.450Fonia SSB (prioritário), Fonia AM, Modos Experimentais e modos não citados nesta faixa. Demais modos, desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
21.335 a 21.345SSTV Prioritário

Faixa de 12 metros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (kHz)Aplicações
24.890 a 24.990CW
24.890 a 24.920CW
24.920 a 24.930Dados SSB e Teletipo SSB. Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
24.930CW Emissões Piloto
24.930 a 24.990Fonia SSB (prioritário. Modos Experimentais e modos não citados nesta faixa.Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.

Faixa de 10 metros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (kHz)Aplicações
28.000 a 29.700CW
28.000 a 28.070CW
28.070 a 28.200Teletipo SSB
28.120 a 28.200Dados SSB
28.200 a 28.300CW Emissões Piloto
28.300 a 28.675Fonia SSB
28.675 a 28.685SSTV SSB
28.685 a 28.700Fonia SSB
28.700 a 29.300Modos Experimentais (prioritários). Fonia SSB e modos não citados nesta
faixa (não devem interferir em segmentos adjacentes). Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
29.300 a 29.510Autorizados para comunicação via satélite
29.510 a 29.700FM/PM Simplex ou repetidoras

Faixa de 6 metros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (Mhz)Aplicações
50,00 a 50,10CW Comunicados em CW e emissões piloto
50,10 a 50,30Fonia SSB e CW 50,110 Frequência de chamada
50,30 a 50,60Todos os modos desde que não interfiram em segmentos adjacentes
50,60 a 50,80Todos os Modos menos Fonia. Desde que não interfiram em segmentos adjacentes.
50,80 a 51,00Todos os Modos Rádio controle permitido
51,00 a 51,12Fonia SSB e CW Janela de DX Pacífico
51,12 a 51,48Fonia FM/PM Repetidoras (Entradas) saída + 500 kHz
51,50 a 51,60Fonia FM/PM Simplex
51,62 a 51,98Fonia FM/PM Repetidoras (Saídas) entrada -500 kHz
52,00 a 54,00Todos os modos Desde que não interfiram em segmentos adjacentes

Faixa de 2 metros (Operação Classes A, B e C), 144MHz a 148MHz

Faixa (Mhz)Aplicações
144,000 a 144,050Reflexão lunar em CW prioritário. Contatos terrestres em CW autorizados desde que não prejudiquem a atividade prioritária segmento
144,050 a 144,100CW
144,090Frequência de chamada CW
144.100 a 144.200Fonia SSB, CW e Teletipo SSB Reflexão lunar e sinais fracos em SSB e eventuais contatos em CW. Teletipo SSB desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
144,200 a 144,275Fonia SSB e CW 144.200 frequência de chamada Fonia SSB.
144,275 a 144,300CW Emissões piloto.
144,300 a 144,500Autorizados para comunicação via satélite (prioritário), CW, Fonia SSB e Fonia FM. Contatos terrestres em CW e Fonia SSB e Fonia FM desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
144,600 a 144,900Fonia FM/PM Entrada de repetidoras, Saída +600 kHz.
144,900 a 145,100Dados FM/PM Exclusivo Radio Pacote.
145,100 a 145,200Fonia FM/PM Simplex sinais fracos.
145,200 a 145,500Fonia FM/PM Repetidoras (saída). Entrada –600 kHz.
145,500 a 145,565Todos os modos. Exceto Rádio Pacote. Modos experimentais prioritários (não devem interferir em segmentos adjacentes). Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
145,565 a 145,575Dados FM/PM: Exclusivo APRS.
145,575 a 145,800Todos os modos. Exceto Rádio Pacote. Modos experimentais prioritário (não devem interferir em segmentos adjacentes). Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
145,800 a 146,000Autorizados para comunicação via satélite.
146,000 a 146,390Fonia FM/PM Entrada de repetidoras, Saída +600 kHz.
146,390 a 146,600Fonia FM/PM Simplex
146,600 a 146,990Fonia FM/PM Saída de repetidoras, Entrada –600 kHz
146,990 a 147,400Fonia FM/PM Saída de repetidoras, Entrada + 600 kHz.
147,400 a 147,590Fonia FM/PM Simplex
147,590 a 148,000Fonia FM/PM Entrada de repetidoras, Saída - 600 kHz.

Faixa de 1,3 metro (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
220,000 a 221,990Dados FM/PM
222,000 a 222,050CW Reflexão lunar em CW
222,050 a 222,060CW Emissões Piloto
222,060 a 222,100CW 222,100 Frequência de chamada CW e Fonia SSB
222,100 a 222,150CW e Fonia SSB Sinais fracos
222,150 a 222,250CW e Fonia SSB
222,250 a 223,380Fonia FM/PM Entrada de repetidoras. Saída +1.600 kHz
223,400 a 223,520Fonia FM/PM Simplex
223,520 a 223,640Dados FM/PM
223,640 a 223,700Fonia FM/PM e Dados FM/PM Links e sinais de controle. Exceto Radio Pacote.
223,710 a 223,850Todos os modos Desde que não prejudiquem segmentos adjacentes.
223,850 a 224,980Fonia FM/PM Saída de repetidoras. Entrada – 1.600 kHz

Faixa de 70 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
430,00 a 431,00Todos os modos Exceto Rádio Pacote. Modos experimentais prioritários. Não devem interferir em segmentos adjacentes. Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
430,00 a 435,00ATV
431,00 a 432,00Dados FM/PM
432,00 a 432,07CW Reflexão Lunar
432,07 a 432,10CW Sinais fracos
432,10CW e Fonia SSB Frequência de chamada CW/SSB
432,10 a 432,30CW e Fonia SSB Sinais fracos
432,30 a 432,40CW Emissões piloto.
432,40 a 433,00Fonia SSB e CW
433,00 a 433,50Fonia FM/PM Simplex
433,50 a 433,60Dados FM/PM Rádio Pacote / APRS
433,60 a 434,00Fonia FM/PM Simplex
434,00 a 435,00Fonia FM/PM Entrada de repetidoras. Saída +5 MHz
435,00 a 438,00Autorizados para comunicação via satélite
438,00 a 440,00Fonia FM
438,00 a 439,00Todos os modos Exceto Rádio Pacote. Modos experimentais prioritários. Não devem interferir em segmentos adjacentes. Demais modos desde que não prejudiquem modo prioritário ou interfiram em segmentos adjacentes.
439,00 a 440,00Fonia FM/PM Saída de repetidoras. Entrada –5 MHz

Faixa de 33 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
902,00 a 902,10CW Reflexão Lunar
902,10Frequência de chamada CW e Fonia SSB
902,10 a 902,20Fonia SSB
902,20 a 903,00Fonia FM/PM Simplex
903,00 a 903,10CW e Fonia SSB
903,10 a 903,50Dados FM/PM
903,50 a 906,00Todos os modos desde que não prejudiquem ou interfiram em segmentos adjacentes.
906,00 a 907,50Fonia FM/PM Entradas de repetidoras de FM
915,00 a 918,00Dados FM/PM
918,00 a 921,00Fonia FM/PM Saídas de repetidoras de FM
921,00 a 927,00FSTV (todos) ATV (Canal 2)
927,00 a 928,00Fonia FM/PM FM simplex e links

Faixa de 23 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
1.240 a 1.260Todos os modos
1.260 a 1.270Autorizados para comunicação via satélite. Frequências de subida de satélite,
referência WARC '79
1.270 a 1.276Fonia FM/PM Entradas de repetidoras, saídas entre 1282 e 1288
1.271a 1.283Par de testes
1.276 a 1.282Todos os modos FSTV-AM prioritário; portadora de vídeo 1.277,25 MHz; portadora de
áudio: 1281,75 MHz - Outros modos desde que não interfiram em segmentos adjacentes.
1.282 a 1.288Fonia FM/PM Saídas de repetidoras entradas entre 1270 e 1276
1.288 a 1.294FSTV (todos) Emissões experimentais de banda larga, simplex ATV
1.294 a 1.295Fonia FM/PM
1294,50Fonia FM/PM Frequência nacional de chamada para simplex
1.295 a 1.297Fonia SSB e CW Comunicações de banda estreita e sinais fracos
1.295 a 1.295,80SSTV (todos), Fac-símile (todos) e Modos Experimentais SSTV, FAX, ACSSB, modos experimentais
1.295,80 a 1.296,05CW E Fonia SSB Exclusivamente Reflexão Lunar (EME)
1.296,07 a 1.296,08CW Emissões piloto.
1.296,10CW e Fonia SSB Frequência de chamada CW e SSB
1.296,40 a 1.296,80CW E Fonia SSB
1.296,80 a 1.297Modos experimentais Emissões piloto experimentais (exclusivo)
1.297 a 1.300Dados FM Comunicações Digitais

Faixa de 13 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
2.300 a 2.450Todos os modos autorizados

Faixa de 9 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
3.300 a 3.600Todos os modos autorizados

Faixa de 5 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (MHz)Aplicações
5.650 a 5.920Todos os modos autorizados

Faixa de 3 centímetros (Operação Classes A, B e C)

Faixa (GHz)Aplicações
10,00 a 10,50Todos os modos autorizados
FONTE DE INFORMAÇÃO .  ANATEL - BRASIL .

sexta-feira, 25 de abril de 2014

REPETIDORA 145370 VHF DE SANTA MARIA -RS.

 ESTA NOVAMENTE EM FUNCIONAMENTO A REPETIDORA DE VHF DA CIDADE DE SANTA MARIA AQUI NO RIO GRANDE DO SUL A REPETIDORA DA UNIÃO SANTAMARIENSE DE RADIOAMADORES A USRA COM NOME DE RPT ATHOS PEREIRA GRANJA A SUA FREQUÊNCIA DE OPERAÇÃO É 145 370 - 600 .
APÓS LONGOS 4 ANOS FORA DO AR E FAZENDO MUITA FALTA POR ESTAR LOCALIZADA NO CENTRO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CAUSOU GRANDE TRISTEZA NOS RADIOAMADORES QUE USAVAM ESTA REPETIDORA , ATÉ ACHAVA QUE NÃO IRIA VOLTAR MAIS A FUNCIONAR POR CAUSA DESTE LONGOS ANOS FORA DE OPERAÇÃO , MAIS ONTEM COM ALEGRIA AO FAZER UM RASTREAMENTO NO VHF OUVI OS COLEGAS PY3OZ CLAUDIO ZAPPE E PU3RAK RENNY E MAIS O TONIOLLO FAZENDO TESTES E AJUSTES DA REPETIDORA .


 AQUI PELA MINHA CIDADE QUE FICA A 80 KM EM LINHA RETA DA CIDADE DE SANTA MARIA , CONSEGUI TER UMA ÓTIMA RECEPÇÃO E TAMBÉM COM UMA POTÊNCIA BAIXA CONSEGUI ACIONAR COM MUITA FACILIDADE A REPETIDORA. ASSIM DESEJOS SUCESSO E QUE RADIOAMADORES AJUDEM AOS MANTENEDORES APOIO NA AQUISIÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PARA NUNCA DEIXAR ELA FICAR FORA DE OPERAÇÃO JÁ QUE É DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA NÓS RADIOAMADORES DO SUL DO BRASIL

PROPAGAÇÃO PARA O MÊS DE ABRIL .

A propagação das ondas ondas de rádio é em última instância determinada pelos fenômenos solares a sua interação com o nosso planeta Terra. Dependendo da frequência, tipo de antena, potência, estação do ano, hora do dia e inclusive e em especial das condições do ciclo solar, podemos ter grandes variações nas condições de recepção de sinais de rádio frequência.
Dados solares atualizados automaticamente: